Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil

No dia 23 de novembro comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil. A data, instituída pela Lei nº 11.650 de 2008, tem como objetivo educar e conscientizar a sociedade sobre um grupo de doenças ocasionadas pela multiplicação anormal de células e que pode ocorrer em qualquer local do corpo. 

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), cerca de 12 mil casos novos de câncer infantil são diagnosticados a cada ano no Brasil. Além disso, o câncer corresponde a primeira causa de óbito por doença entre crianças e adolescentes brasileiros de 1 a 19 anos.

 

Os tipos de câncer mais frequentes na infância e na adolescência são:

 

  • Leucemia. A leucemia é a neoplasia maligna mais comum na infância e tem origem na medula óssea, tecido responsável pela produção das células sanguíneas. Possui vários tipos, mas a leucemia linfoide aguda (LLA) e a leucemia mieloide aguda (LMA) são os tipos mais frequentes em crianças, principalmente aquelas com menos de 5 anos. A doença pode causar: febre, fadiga, sangramento, dor nos ossos e articulações, perda de peso sem motivo aparente e outros sintomas.  

 

  • Tumores cerebrais e do sistema nervoso central (SNC). Os tumores do SNC podem surgir em diferentes áreas do encéfalo e da medula espinhal, sendo o segundo tipo de câncer mais comum na infância. Nas crianças, a maioria desses tumores se inicia na região posterior do SNC, como cerebelo e tronco cerebral. Eles podem provocar: dor de cabeça, vômitos, visão alterada, alterações de humor e comportamento, dificuldade para andar, convulsões e outros sintomas. Os tumores da medula espinhal são mais raros do que os tumores cerebrais.

 

  • Linfoma. O linfoma é um tipo de câncer que se origina nas células do sistema linfático. Existem dois tipos principais de linfoma: linfoma de Hodgkin (LH) e linfoma não Hodgkin (LNH). A principal diferença entre ambos está na presença ou não das células de Reed-Sternberg (características do LH). Eles podem causar: febre, cansaço, suor noturno, perda de peso sem motivo aparente, coceira na pele e aumento dos linfonodos do pescoço, axilas e/ou virilha. Entre os linfomas, O LNH é o tipo mais incidente na infância.

 

  • Neuroblastoma. O neuroblastoma é um câncer que se inicia em células nervosas imaturas (neuroblastos) do sistema nervoso simpático. A doença acomete lactentes e crianças, principalmente até 10 anos de idade. Geralmente, os neuroblastomas se desenvolvem nas glândulas adrenais, localizadas na parte superior dos rins, mas também podem desenvolver no abdome e próximos à coluna cervical, torácica e lombar. Esse câncer pode causar: perda de peso, febre, fraqueza, inchaço no abdome e dor nos ossos.

 

  • Tumor de Wilms. O tumor de Wilms é um tumor maligno que se origina nos rins. É o câncer renal mais frequente na infância e pode acometer um ou, mais raramente, ambos os rins. Na maioria das vezes, é diagnosticado em crianças de 2 a 5 anos, sendo incomum em crianças mais velhas e adultos. Os sinais e sintomas mais comuns são: inchaço ou massa palpável no abdome, febre, dor, sangue na urina, pressão alta e perda de apetite.

 

  • Retinoblastoma. Retinoblastoma é um câncer que tem origem nas células da retina e pode acometer um ou ambos os olhos. É o tumor maligno ocular mais frequente na infância, sendo raramente diagnosticado em crianças com mais de 6 anos. A principal manifestação da doença é a um reflexo branco na pupila, também conhecido como leucocoria ou reflexo do olho de gato, muito visível em fotos tiradas com flash. Outros sinais e sintomas do retinoblastoma são: estrabismo (olhar vesgo), alteração visual, dor e inchaço nos olhos. 

 

  • Rabdomiossarcoma. O rabdomiossarcoma é uma neoplasia maligna que surge nas células que desenvolvem os músculos esqueléticos. É o tumor de partes moles mais frequente na infância, sendo muito raro em adultos. Pode acometer a cabeça, o pescoço, o sistema urinário e os membros (braços ou pernas), além de outros locais menos comuns. Pode causar: nódulo ou inchaço (dependo do local de origem), dor, protusão ocular, congestão nasal, sangramentos no nariz, na urina ou na vagina, dificuldade para urinar, vômitos, dor abdominal e outros sintomas.

 

  • Tumores ósseos. Os tumores ósseos podem se desenvolver em qualquer idade, mas o osteossarcoma e o tumor de Ewing são muito frequentes em crianças e adolescentes. O osteossarcoma é o câncer ósseo mais prevalente na população infantojuvenil e, geralmente, se desenvolve na região de crescimento de ossos longos das pernas ou braços. Já o tumor de Ewing é menos comum e pode atingir os ossos e tecidos moles, sendo frequente em ossos da pelve (quadril), tórax e pernas. Eles podem provocar dor, nódulo ou inchaço no local do tumor, febre, cansaço e perda de peso.

 

  • Tumores germinativos. Os tumores germinativos podem ser benignos ou malignos e surgem nas células que dão origem aos espermatozoides e óvulos, denominadas células germinativas. Podem ocorrer dentro dos ovários e testículos (tumores gonadais) e também fora deles (tumores extragonadais). Correspondem a 3,3% dos tumores malignos em crianças e adolescentes e podem causar: dor, distensão e desconforto abdominal, massa palpável e puberdade precoce.

 

O progresso alcançado no tratamento do câncer infantojuvenil, proporcionou um grande aumento nas taxas de cura para crianças e adolescentes acometidos pela doença. Se diagnosticados em estágios iniciais e tratados oportunamente, cerca de 80% dos pacientes na faixa etária pediátrica podem ser curados.

 

Desse modo, ao observar sinais e sintomas persistentes e que podem ser sugestivos de câncer no(a) seu(sua) filho(a) ou familiar, procure um pediatra! A detecção e tratamento precoces aumentam as chances de cura!

 

O que achou do nosso conteúdo? Deixe seu comentário!

 

E não se esqueça de seguir as nossas redes sociais para não perder as próximas publicações!

 

Fontes:

Instituto Nacional do Câncer – INCA/MS

Instituto Oncoguia

A.C.Camargo Cancer Center

Hospital Sírio Libanês

Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia – Abrale

Protocolo de Diagnóstico Precoce do Câncer Pediátrico – Ministério da Saúde

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Leia também!

Posts Recentes

Lithealth News

Nosso objetivo é fornecer aos leitores informações precisas e confiáveis sobre saúde pública, inovação na área da saúde e outras temas relacionados, para que possam se manter atualizados e tomar decisões conscientes em relação à promoção da saúde coletiva.

Acompanhe nossas redes sociais!