Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Relação Nacional de Medicamentos Essenciais – RENAME 2022

Com o objetivo de atualizar o elenco de medicamentos e insumos estratégicos disponíveis no SUS, bem como de definir a responsabilidade pela compra e distribuição destes, o Ministério da Saúde publicou a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais – RENAME 2022.

Com o objetivo de atualizar o elenco de medicamentos e insumos estratégicos disponíveis no SUS, bem como de definir a responsabilidade pela compra e distribuição destes, o Ministério da Saúde publicou a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais – RENAME 2022.

A Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME) é uma lista de medicamentos que deve atender às necessidades de saúde prioritárias da população brasileira.

É um instrumento mestre para nortear as ações da Assistência Farmacêutica no SUS.

A RENAME é revisada e atualizada a cada 2 anos pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (CONITEC) .

Os medicamentos essenciais são definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como aqueles que satisfazem as necessidades prioritárias de cuidado de saúde de cada população. A seleção busca atuar sobre as necessidades coletivas, e é uma das estratégias para promover o acesso, uso seguro e racional de medicamentos.

A RENAME 2022 pode ser consultada por código ATC (Anatomical Therapeutic Chemical Code), neste sistema os medicamentos são divididos de acordo como o órgão ou sistema sobre o qual atuam, exemplo:  aparelho digestivo e metabólico, sangue e órgãos formadores de sangue, sistema cardiovascular, dermatológico, sistema respiratórios entre outros, e também por grupo de financiamento da Assistência Farmacêutica.

Os 05 grupos de financiamento da Assistência Farmacêutica Nacional são:

  1. Componente Básico: é composto por medicamentos voltados aos agravos prevalentes e prioritários da Atenção Básica.
  • Componente Estratégico: é composto por medicamentos para tratamento de doenças de perfil endêmico, com impacto socioeconômico e outras consideradas de caráter estratégico pelo Ministério da Saúde.
  • Componente de Alto Custo: é composto por medicamentos  que visam garantir, o tratamento de doenças raras, de baixa prevalência ou de uso crônico prolongado, com alto custo unitário, cujas linhas de cuidado estão definidas em Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT).
  • Relação Nacional de Insumos.
  • Relação Nacional de Medicamentos de Uso Hospitalar.

A RENAME 2022 também traz quais foram os medicamentos excluídos da última versão publicada em 2020.

Confira a Lista completa atualizada! RENAME 2022 √

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Leia também!

Posts Recentes

Lithealth News

Nosso objetivo é fornecer aos leitores informações precisas e confiáveis sobre saúde pública, inovação na área da saúde e outras temas relacionados, para que possam se manter atualizados e tomar decisões conscientes em relação à promoção da saúde coletiva.

Acompanhe nossas redes sociais!